segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

Incêndio do Chiado em 1988 (III)

 O grande incêndio do Chiado aconteceu no dia 25 de Agosto de 1988

"Fui o primeiro jornalista a entrar em directo do local neste noticiário, tendo até relatado a chegada dos Bombeiros Lisbonenses que, como se sabe, foram os que iniciaram o combate as chamas." 
Ler aqui
"À HORA em que fechamos a presente edição continuam as operações de rescaldo em toda a vasta zona sinistrada da Baixa pombalina circunscrita ao Chiado, mobilizando muitas dezenas de sapadores bombeiros de numerosas corporações da capital e arredores.
Após um dia de tensão e dor que afectou Lisboa de lés-alés, a população só tarde começava pouco a pouco a refazer-se do choque sofrido com o sinistro que destruiu uma das suas zonas mais caras e tradicionais.
Após ter reunido sob a presidência do primeiro-ministro, o Gabinete de Crise tomou já diversas medidas de emergência para fazer face aos resultados da «catástrofe» (no dizer do Presidente da República, que logo às primeiras horas da manhã de ontem ocorreu ao local do incêndio) entre as quais, e como prioridade absoluta - o realojamento imediato dos sinistrados que directamente foram afectados pela tragédia."

 Fotos e texto publicados no "Diário de Notícias" de 26 de Agosto de 1988

Participações de serviço dos arquivos dos Bombeiros Voluntários Lisbonenses:
25 de Agosto -Grande incêndio do Chiado. Conforme é mencionado no relatório nas diversas fases e nos vários dias de trabalho foi utilizado todo o material (14 viaturas) e 116 homens.

Sem comentários:

Enviar um comentário